O peso, forma e tamanho aumentado dos seios podem trazer desconforto, problemas posturais e constrangimento à mulher.

Qual objetivo da plástica de redução das mamas?

Além de diminuir o volume mamário, a cirurgia corrige a forma e posição dos seios. Tecido mamário e pele são parcialmente removidos e a aréola e bico dos seios reposicionados. Muitas vezes, é realizada, no mesmo momento da mamoplastia redutora, a remoção de gordura localizada tanto próximo das axilas como na porção mais lateral dos seios. Para tanto, utilizamos a lipoaspiração com laser.

A partir de que idade pode ser feita a cirurgia?

Pode ser realizada em pacientes mais jovens e sem filhos. A indicação dependerá do tamanho dos seios, limitações e repercussão na vida da paciente. Outro aspecto fundamental na definição do momento de realização da mamoplastia é o amadurecimento emocional da paciente.

Onde são as cicatrizes?

A localização de cicatrizes dependerá das características das mamas e técnica utilizada. Normalmente é em forma de letra “T” invertido. Em casos selecionados, a cicatriz resultante pode ser em forma de “L” ou até restrita ao redor da aréola.

Como é a cirurgia?

O procedimento é ambulatorial, realizado em hospital. Exames clínicos e laboratoriais são feitos antes da cirurgia de redução mamária.

Como é o pós-operatório?

Normalmente sem maior desconforto. Nas duas ou três semanas que se seguem à cirurgia deve-se evitar atividade física, elevar muitos os braços, fazer força ou dirigir.

E a sensibilidade das mamas, amamentação e exames após a cirurgia?

Normalmente a sensibilidade das mamas é preservada e exames como mamografia, palpação de mamas e ecografia (ultrassonografia) são realizados normalmente. A maior parte das pacientes submetidas à mamoplastia consegue lactar e amamentar normalmente. Porém, isso depende de cada caso.